Comissões

Logo do CONESD.

Conforme previsto no Regimento Interno reeditado em 2015, o CONESD possui Comissões Permanentes e Comissões Especiais.

- A organização das Comissões Permanentes visa desenvolver atividades de modo a considerar as diretrizes nacionais de políticas públicas sobre drogas.
- As Comissões Especiais visam desenvolver atividades específicas de políticas públicas sobre drogas no Paraná que merecem atenção concentrada.

Comissões Permanentes


Comissão Permanente de Prevenção

1. Propor ações intersetoriais que promovam a conscientização acerca do bem estar social (ODS 3).
2. Estimular a realização de ações educativas, culturais e esportivas que contribuam com o bem estar social de crianças, adolescentes e jovens, bem como a proteção integral.
3. Pesquisar materiais multimidiáticos que possam ser aplicados em projetos de prevenção ao uso de drogas e disponibilizar no site do CONESD.
4. Promover campanhas, concursos, premiações que valorizem as boas práticas de prevenção e combate ao uso de drogas lícitas e ilícitas.
5. Acompanhar e propor ações para o fortalecimento do processo de ressocialização dos apenados que tiveram envolvimento com álcool e outras drogas.
 
Comissão Permanente de Tratamento, Recuperação e Reinserção Social
1. Realizar um levantamento dos ambientes de tratamento, recuperação e reinserção social, para posterior aplicação de instrumento de avaliação de qualidade (selo de qualidade);
2. Criar um instrumento de avaliação de qualidade dos ambientes de tratamento, recuperação e reinserção social composto por indicadores;
3. Divulgar e propor a aplicação do instrumento de avaliação de qualidade dos ambientes de tratamento, recuperação e reinserção social;
4. Identificar e divulgar as boas práticas já existentes na área de Tratamento, Recuperação e Reinserção Social;
5. Propor adequações e novos modelos para Tratamento, Recuperação e Reinserção Social de modo que contribua para a efetividade das políticas sobre drogas.
 
Comissão Permanente de Redução de Danos Sociais e à Saúde
1. Realizar levantamento e estudo das políticas públicas e serviços relacionados a redução de danos já estabelecidos a nível federal, estadual e municipal;
2. Avaliar as experiências na área de redução de danos, identificando a efetividade das ações.
3. Encaminhar ao Conselho as propostas estratégicas já definidas em políticas públicas na área de redução de danos, sugerindo a articulações para implementá-las no Estado do Paraná.
 
Comissão Permanente de Redução de Oferta
1. Obter junto à SESP, os dados referentes às denúncias do 'Narcodenúncia', da DENARC e os BO e Inquéritos Policiais relacionados ao tráfico de drogas, para delinear um panorama do crime no Paraná;
2. Avaliar os resultados das ações repressivas realizadas dos órgãos responsáveis pela segurança pública, mediante solicitação de relatórios mensais à SESP, bem como das dificuldades estruturais para execução das linhas de ação;
3. Propor e promover a centralização da gestão de dados e informações referentes a bens apreendidos do tráfico de drogas para viabilizar a fiscalização do perdimento em favor do FUNAD, para reversão em políticas de prevenção e repressão no Paraná;
4. Incentivar a realização de campanhas educativas voltadas a prevenção na área de drogas, bem como motivar a comunidade para a fazer denúncias - 181- sobre a prática do tráfico de drogas ilícitas.
 
Comissão Permanente de Estudos, Pesquisas e Avaliações
1. Identificar, avaliar e compartilhar boas práticas de políticas sobre drogas.
2. Identificar e monitorar indicadores que possibilitem o estabelecimento de políticas e programas sobre drogas efetivas.
3. Definir e pesquisar temas relevantes da temática sobre drogas.
4. Estimular instituições de ensino superior a inserir em seus currículos e nos projetos de pesquisa e de extensão a temática sobre drogas.
5. Pesquisar, compor a sistematização para publicação no site do CONESD e acompanhar a execução da legislação sobre o tema das políticas sobre drogas na União, Estados e Municípios.


 


Recomendar esta página via e-mail: